Home Opinião Coluna Osvaldo Medeiros

  

Coluna Osvaldo Medeiros 

Vai até o fim

 

 

         Quem anda P da vida com o advogado Joanilson Guedes, secretário de Controle Interno da administração Nabor Wanderley, é o jornalista Jéferson Saldanha.

         Não concordando com os critérios adotados pela empresa responsável pela realização do novo concurso da prefeitura local, Saldanha não se calou e botou a boca no trombone mostrando que houve diversas falhas, principalmente no critério de licitações e outras irregularidades. Algo que também sendo denunciado pelo vereador Ivanes Lacerda.

            Alega Jéferson que o citado advogado, não satisfeito com suas criticas com relação a empresa contratada para tal concurso, vem tentando lhe intimidar com certas ameaças que não têm o mínimo de fundamento. O caso, segundo Jéferson, já foi comunicado ao Ministério Público local e que pretende levar até o fim.

         O Sindicato dos Jornalistas já foi informado do caso e autorizou a Base local acompanhar de perto e prestar todo apoio ao companheiro Jéferson. Esperamos que a AISP também se manifeste.

Unidos

         Em Cajazeiras, jornalistas são mais unidos do que soldado de polícia. Existem as divergências entre eles e numa boa conversa sempre termina numa mesa de bar e braços dados. Entre eles até que pode existir certos desacordos, mas se um for agredido por alguém de outra classe, seja da mais alta a mais baixa, todos se voltam para companheiro e compram a briga. Quanto mais alta a patente aí é que eles gostam.

         Enquanto Cajazeiras é assim em Patos, sempre foi o contrário. Muitos companheiros ao invés de prestarem solidariedade ao colega quando está em apuros fazem justamente contrário. Alia-se a quem o agrediu, principalmente quando o agressor é político, numa forma de tirar proveito em cima da carniça do companheiro. Vários casos aconteceram e vem acontecendo quase sempre, onde colegas no exercício de sua profissão são agredidos verbalmente, moralmente e fica por isso mesmo, justamente por omissão da classe em nossa cidade. Esperamos que o caso Jéferson não seja mais um.

Fofoqueiro

         Uma mulher fofoqueira sempre foi mal vista, mas o que dizer de homem? Existe mal caratice pior do que uma pessoa ouvir uma conversa sua e depois para tirar proveito levá-la em tom de fofoca? Coisa feia, não é? Infelizmente alguns colegas do meio estão se passando até para isso principalmente, quando é para entregar um companheiro de bandeja para o prefeito e à primeira dama. Lamentável. Porque sabemos que são pessoas competentes que tem condições de galgarem seus objetivos com seus méritos e não dessa forma. Dessa forma vai ser difícil unir a classe aqui.   

Leitos

         Concordo plenamente que é de suma importância qualquer hospital ter sua fachada bonita e acima de tudo apresentável. Mas é muito mais importante aumentar o número de leitos o que poucos diretores tem se preocupado em fazer. As cidades vêm crescendo, o numero de habitante triplicando e os hospitais permanecem praticamente a mesma coisa. Tem se investido muito em tecnologia e esquecido de leitos. Em Patos, por exemplo, os números de leitos do Hospital Regional que atende nossa cidade e muitas outras circunvizinhas, são praticamente os mesmos de 30 anos atrás. Sem leitos para atender a demanda, o que o médico pode fazer? Com certeza a Dra. Paula que anda em alta com prestígio junto a Secretaria de Saúde do Estado e Município, não vai encontrar dificuldade para sanar o problema.

Zé Motta

         Todos os dias os sites e emissoras locais anunciam o rompimento do vereador José Motta (PMDB) com toda alta cúpula do partido local, inclusive do prefeito Nabor Wanderley, deputada Francisca Motta e tantos outros. Dizem também que Motta até já hipotecou apoio a candidatura para governo à Ricardo Coutinho(PSB). Isso é o que os meios de comunicações vêm badalando, porque até o presente, oficialmente, José Motta ainda não deu nenhuma declaração.

         Diz que permanece do PMDB, só que não está seguindo orientação política de ninguém. Concorda com o que é certo e discorda também no que está errado. Tem sua independência e não vai se curvar para ninguém. Demonstra claramente sua insatisfação com toda alta cúpula, mas por enquanto prefere acompanhar o desenrolar das coisas para poder tomar uma sensata decisão e não precipitada como estão anunciando.

Confidenciou

         Uma fonte bem ligada à deputada estadual Francisca Motta(PMDB) nos confidenciou que a mesma não anda nada bem com esse distanciamento de Zé Motta. Isso tem lhe causado sérios problemas até mesmo de saúde. De tudo vem fazendo para uma reaproximação, até porque sempre o teve não só como família, mas acima de tudo como uma peça importante para as hostes do PMDB em nível local. Mas para Zé Motta não foi ele que se distanciou do partido e sim as lideranças locais, que lhe afastaram da liderança do partido na Câmara num conchave à calada da noite para dar lugar ao vereador Chico Bocão.  Está se sentindo traído e acima de tudo desmotivado com a vida pública.

Apresentado

         Por uma fonte fui informado que o programa do prefeito Nabor Wanderley que vai ao ar agora todos os sábados pelas emissoras locais antes era apresentado pelos experientes companheiros Célio Martinez e Waldemir Silva. Ambos foram afastados pela coordenação de comunicação e para seus lugares foram colocados dois estudantes do curso de comunicação da FIP.  Será? Não desmerecendo os estudantes, mas se isso procede tenha a santa paciência. Assim é demais, não acham?

Preocupado

         O prefeito de Santa Luzia, médico Ademir Morais, anda demais preocupado com a proliferação do crack no município de Santa Luzia e demais cidade circunvizinhas. Alega o prefeito que cidades até pouco tempo pacatas estão se tornando violentas em consequência das drogas. “Tem crescido o número de furtos, homicídios e de agressões de uma forma assustadora. Até na zona rural não se tem mais paz. Na busca de dinheiro para manter o vício do crack, muitos jovens agricultores estão abandonando as escolas e se entregando às drogas. Na falta, usam da violência até mesmo contra familiares. Nem os anciões vem escapando dos mal tratos. Muitos já foram agredidos e tiveram seus míseros vencimentos tomados por usuários, que na compulsão pelas drogas não escolhem caras e nem idade” Concluiu.

Anuncia

         Hoje 27) o prefeito Nabor Wanderley estará anunciando no Terreiro do Forró a programação alusiva às festividades juninas de Patos, que vão de 18 à 27 (junho). Quanto à programação, o que não vem faltando é especulação nos meios de comunicações. Porém, até o anúncio oficial o resto não passa de mera especulação.

Chuva

         O tempo anda mesmo doido, como já havia sido previsto pelos cientistas da meteorologia. Em alguns lugares a estação invernosa passou para o verão e em outras o inverso. No Sertão, pelo visto, as chuvas não têm sido generosas em lugar nenhum. Poucas foram as precipitações e tudo indica que o ano será um dos piores com relação à chuva. Em algumas regiões quem plantou perdeu tudo e animais e humanos estão andando quilômetros em busca de água. Nasci vendo isso e assim sempre será. Sertão nunca foi mar.

Muita oferta para pouca procura

         A procura de imóveis para alugar durante as festividades juninas de Patos até dois anos atrás era uma coisa de louco. Esgotavam-se do dia para a noite. Mas de lá para cá, na opinião de muitos corretores, a procura vem caindo drasticamente. Acreditam que um dos fatores principais tem sido a exploração por parte dos proprietários dos imóveis. Cresceram os olhos demais e com isso assustou os turistas. Por mais que seja confortável o imóvel não tem sentido se locar o mesmo por um preço exorbitante por apenas 10 dias. E se assim continuar, muito mais ainda muitas vão sobrar. Não se conquista turistas com exploração e pressão. Quem vem quer brincar porque se fosse para descansar, acredito que todos preferiam ficar em casa.

Engana-se

         Essa é a palavra correta para quem pensa que o empresário Daniel Moreira (Daniel da Coroa) está fora do combate de nossa política. O mesmo não só continua como anda por demais atualizado. Não só sabe da política local como muito bem da estadual e nacional. Também não descarta a possibilidade de disputar a sucessão municipal de nossa cidade. Pesquisa de consumo é que não falta no seu dia-a-dia.

Esquecimento

         As informações andam por demais desencontradas nos bastidores da prefeitura local. Recentemente houve no auditório do Fórum Miguel Sátyro em nossa cidade um importante evento denominado Saúde na Escola, numa parceria do Ministério da Educação e Prefeitura. Por incrível que pareça, o coordenador de Comunicação o conceituado jornalista Misael Nóbrega segundo uma fonte foi o último a saber. Só tomou conhecimento quando já se realizava o evento. Com um vestuário não muito adequado assim mesmo lá compareceu. Maldade, não acham?

Coordenação 

         As informações dão contas de que a primeira dama Milena Brito já está a todo vapor na organização das festividades juninas de nossa cidade. Tem se reunido diariamente com toda sua equipe para que as coisas caminhem dentro dos padrões adequados para a época. Faz questão de inspecionar tudo pessoalmente e de dar sua opinião naquilo que acha que deve ser. Como boa aluna apreendeu o segredo de como se faz muito bem e com sucesso tal evento.

Anulado

        O concurso da prefeitura de Patos marcado para o próximo mês de abril, será anulado. Assim nos confidenciou uma fonte fidedigna dos bastidores da prefeitura. O anuncio oficial poderá ser feito na próxima semana. Será? Vamos esperar. Comentários existem demais. Só ao prefeito caberá tal decisão.

Patos, 27/03/10

_________________________________________________________________________________

Coluna 20/03/10

Osvaldo Medeiros

Lançamento

         No próximo dia 27 (sábado) o prefeito Nabor Wanderley estará fazendo o lançamento oficial das festividades juninas de Patos. A prévia junina sairá do campo da liga e em meio a uma grande festa. O anúncio será feito pelo prefeito e toda sua equipe no Terreiro do Forró. Três grandes bandas já estão sendo cotadas. Saia Rodada, Garota Safada e Aviões do Forró. Vamos esperar.

Motta

         O vereador José Motta Victor do PMDB dormiu Líder da bancada do partido na Câmara de Patos e acordou sem a função, ficando o vereador Chico Bocão no seu lugar. Motta foi escolhido para tal cargo numa convenção estadual e foi destituído do mesmo sem se sequer ser avisado por uma junta do diretório local. O mesmo anda, por demais, chateado com todas as lideranças do partido e já recorreu ma justiça pata tentar reconquistar o espaço que sempre teve dentro do partido.

Greve

         Os professores lotados na Secretaria de Educação da Prefeitura de Cacimba de Areia estão ameaçando entrar em greve nesta segunda 22, caso o prefeito Betinho Campos não atenda suas reivindicações, principalmente aumento de salário e de colocar a folha em dia. Alegam que muitos professores estão com até seis meses de atraso e o prefeito,  que pouco aparece na cidade, não vem dando a mínima para que o problema seja solucionado. Se no primeiro mandato foi uma negação, o segundo dispensa comentários. Mas quem o elegeu?

Promoção pessoal

         Um conceituado colunista social de um jornal de grande circulação em nosso Estado alguns dias atrás ocupou toda sua página com promoção pessoal em prol da cantora Elba Ramalho que comemorou recentemente 30 anos de carreira. Na mesma semana, a cantora paraibana, que na opinião de tantos pouco fala na Paraíba, estava em horário nobre da Globo, enaltecendo a beleza de Olinda e enchendo a bola da terra de Alceu Valença. Pergunta-se: quais os investimentos de Elba Ramalho e de Zé Ramalho em solo paraibano? Dizem que ambos têm levado muitos reais de seus shows e aplicado fora. Muito diferente de Alceu, Ivete Sangalo, Chiclete com Banana e Daniela Mercury que não só cantam seus estados como da mesma forma lá tudo investem.

Reforma

         Desde que o prefeito Nabor Wanderley assumiu que de vez em quando se fala em reforma no secretariado, quando na opinião de muitos, tudo não passa da tradicional dança das cadeiras. Sempre as mesmas caras. Só mudam de bureau.

Mauricio

         Por se falar em dança das cadeiras, o conceituado advogado Maurício Lopes, que já ocupou a pasta das finanças e atualmente é procurador geral do Município, aterrissou na semana passada no Procon. Assumiu o comando do órgão no lugar do advogado Vital Henrique, que por lá não teve uma passagem muito feliz. Alegam que não saiu nada satisfeito. Será?

Empolgado

         O ex-vereador Bonifácio Rocha (PSB), se andava animado com sua candidatura para a Câmara Federal, muito mais está depois da última passagem do prefeito de João Pessoa Ricardo Coutinho pela cidade de Patos, onde prometeu que o partido vai dar um tratamento todo especial a sua candidatura.

Indicação

         Na sua passagem por Patos no último domingo (14), o ex-governador Cássio Cunha Lima concedeu entrevista à imprensa e voltou a defender o nome de Carlos Dunga para vice-governador na chapa de Ricardo Coutinho. Foi bastante objetivo e evitou responder algumas perguntas com relação a criticas por parte do governo atual a sua administração quando governou o nosso estado.

Sujeira

         Enquanto as autoridades campinenses se preocupam com as águas do açude de boqueirão, não tem a menor idéia como são tratados os nossos principais mananciais. Exemplo é o açude do Jatobá que aparentemente tem suas águas cristalinas, mas as analises mostram que não são mais tão cristalinas como se pensa. Cercada de granjas e com um mutirão na frente jogando lixo nas suas margens, o velho Jatobá, que deveria ser zelado, está ficando cada vez mais com suas águas contaminadas e impróprias para o consumo. Lixo, fezes humanas e de animais, mesmo com tratamento, não tem organismo que aguente. E as autoridades, o que pode fazer para salvar o nosso Jatobá?

Canta Ceia

         Para se comprovar o sucesso do vinho Canta Ceia da Industria Vinícola São Braz do empresário Daniel da Coroa, não precisa esperar pela Semana Santa não. Basta fazer uma pesquisa nas principais lojas de conveniências de nossa cidade, para vê que o mesmo veio para ficar. Em nada deixa a desejar em relação aos demais. Um grande vinho.

Correios e Telégrafos

         Dez carteiros é o que dispõe hoje a agência dos Correios e Telégrafos de Patos para atender toda cidade. Com essa deficiência, quem está pagando um preço alto são justamente que não deveria, o povo. Com os atrasos nas entregas das correspondências principalmente de faturas de cartões de créditos e de outros títulos, muitas pessoas estão levando a pior porque não só estão pagando com multas como também com juros altos a exemplo das faturas dos cartões de créditos.

         Quem construiu as agências dos Correios e da Caixa Econômica, achavam que Patos jamais cresceria. Com o crescimento acelerado da cidade, ambas estão ultrapassadas, sem espaço físico e com uma qualidade de serviços que vem deixando a desejar. Os poucos funcionários que tem, não são suficientes para atender a demanda causando assim verdadeiro caos nos dias de pique. A Caixa ainda se abre para os clientes ao contrario do setor de encomendas dos Correios e Telégrafos no bairro Jd, Califórnia que recentemente fechou seus portões para não atender quem ali se dirigia e até a imprensa foi grosseiramente mal recebida. Isso é o que dar promover quem não tem competência. Chefia não ficou para todo mundo.

Concurso da Caixa

         Parece piada, mas é pura verdade. A Caixa Econômica Federal abriu nessa sexta (19), inscrição para formação de cadastro de reserva para nível médio e superior. No meu ponto de vista acho isso um grande desrespeito a tantos concursados que até hoje estão esperando ser chamados. Na cidade de Patos, por exemplo, tem um que até os exames já fez e continua esperando que a Caixa lhe convoque. É aí aonde a justiça deveria proibir qualquer instituição realizar novos concursos sem que antes tenha convocado todos os aprovados no concurso anterior.

         Conheço muitos que foram aprovados em concursos do Banco do Brasil, Caixa Econômica e em muitas outras instituições do governo federal e estadual que nunca foram chamados. Esses, até hoje, são frustrados, decepcionados e descrentes de todo e qualquer forma de concurso. Pura sacanagem. 

Peregrinação

         A deputada estadual Francisca Motta (PMDB), a exemplo dos demais, está naquela correria em busca de ampliar suas áreas de atuação. No governo Maranhão, já conquistou novos espaços e até próximo ao pleito, pretende ampliá-los. Sempre que encontra uma brecha, claro, tenta encaixar seu neto, o jovem Hugo Wanderley, que disputará uma vaga para a Câmara federal.

Marcos Eduardo

         Em recente bate papo com alguns jornalistas, o atual Presidente da Câmara Municipal local, o vereador Marcos Eduardo, disse que apesar das turbulências em decorrência do último pleito no legislativo local, não tinha mágoa de ninguém e nem pretendia selar inimizade com nenhum colega de nenhuma bancada. As discussões e divergências sempre existiram e vão continuar,  porém elas não devem passar do plenário como alguns confundem. Oposição e situação sempre existiram e uma sempre discordou da outra, concluiu.

Faço minha parte

         O médico e vereador patoense Ivanes Lacerda continua firme e forte com sua candidatura para a Câmara Federal. Em recente contato com os jornalistas demonstrou que estava preocupado com sua campanha e não com a do filho do prefeito Hugo Motta e outros. “Cada um tem seu espaço, mas só a população vai saber quem é o melhor para a cidade. Tenho meus serviços prestados a população como médico e muito mais como vereador, porque todos os meus requerimentos são de total interesse da coletividade. Se muitos mesmo que aprovados não são atendidos, isso só quem pode responder é o prefeito. A minha parte sempre fiz” concluiu.

Redução

         O vereador Ivanes Lacerda está nos próximos dias apresentando um requerimento em nosso Legislativo que vai por demais agradar alguns funcionários do município que estão enquadrados dentro do mesmo. Pede o parlamentar para que aqueles que faltam cinco anos para se aposentar, seja reduzida sua carga horária de trabalho para meio expediente. Muito justo resta saber se a bancada governista, deixar passar.