Home Geral

PostHeaderIcon Geral

Santo Daime não causa reações violentas, diz especialista em drogas

Professor da Unifesp diz que, apesar disso, uso do chá deve ser assistido.
Defesa de suspeito de matar Glauco afirma que chá prejudicou rapaz.

Leia mais...

 

TRE-DF determina a perda do mandato de Arruda

Placar foi de quatro votos pela cassação e três votos pela absolvição.
Defesa do governador pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral.

Leia mais...

 

Fenômeno da internet Stefhany capota Cross Fox no Piauí

A cantora Stefhany, 18 anos, teria sofrido um acidente de carro na madrugada deste sábado em uma rodovia estadual que liga São José do Piauí a Inhuma-PI, onde a adolescente reside. Segundo informações não confirmadas pelo plantão de polícia de Inhuma, Stefhany teria capotado três vezes o seu Cross Fox, que recebeu de presente da Volkswagen no programa Caldeirão do Huck, da TV Globo.

Família de Stefhany evitou a polícia para não expor a cantora. 

No carro, além da cantora, estava sua mãe, Nety França, e um mais uma pessoa. Segundo testemunhas, os três tiveram ferimentos leves.

 

 

Indenizações por doenças causadas por cigarros prescrevem em cinco anos

Brasília – A partir de agora, indenizações por doenças decorrentes do tabagismo prescreverão em cinco anos a contar do conhecimento do dano e de sua autoria. A decisão foi tomada hoje (16) pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), baseada no caso de um consumidor de 62 anos de idade, que começou a fumar aos 15 anos e pedia indenização à fabricante brasileira de cigarros Souza Cruz por danos morais e materiais por ter desenvolvido doenças decorrentes do tabagismo.

Leia mais...

 

MP quer que Adriano explique compra de moto em nome de mãe de traficante

Denúncia foi feita nesta terça-feira (16) por um jornal do Rio.
O craque teria pago R$ 35 mil pelo veículo em nome de mulher de 64 anos.

O Ministério Público do Rio pediu, nesta terça-feira (16), a instauração de um inquérito policial pela Delegacia de Combate às Drogas (Dcod) para apurar “supostas práticas dos crimes de ação penal pública incondicionada” envolvendo o nome do jogador Adriano. O craque do Flamengo teria comprado uma moto e registrado o veículo em nome da mãe de um traficante, conforme reportagem do jornal  "O Dia”.

Leia mais...

 
Mais Artigos...