Home Opinião

PostHeaderIcon Opinião

Coluna Osvaldo Medeiros

Jornalista

 

Não existe racha

        O deputado estadual Antônio Mineral não ver, como comentaram tanto, racha na sua base do Sertão. Para o parlamentar o que aconteceu foi simplesmente um fato isolado na cidade de Areia de Baraúnas, onde o seu sobrinho, o ex-prefeito Gilson Mineral, optou por apoiar o atual governador José Maranhão. Acompanhando Gilson, também seu irmão e vereador patoense Almir Mineral. Ambos, segundo o deputado, já vinham se pronunciando maranhistas, o que não houve nenhuma objeção de sua parte pela decisão dos dois. “São adultos e sabem muito bem o que estão fazendo. Acho que foi uma decisão precipitada, mas o que posso fazer? Só tenho a dizer que Gilson chegou a ser prefeito do referido município por minhas mãos e todos os seus irmãos que ocuparam cargos públicos foram por indicação minha. Então, mais uma vez volto a dizer que não vejo isso como racha na minha base. Ao contrário, essa continua cada vez mais forte porque conto com o apoio das lideranças, a exemplo daquela região, que tem votos, e por cima fiel às suas tradições. Isso vamos provar nas urnas quem na verdade ali tem e transfere votos”, comentou. Para um bom entendedor...

Leia mais...

 

 

Em família

 A jovem e simpática empresária Franciana Araújo Menezes Carvalho comemora nessa sexta (28) nova idade. Festeja a data com familiares e amigos em sua residência. Franciana é casada com o conceituado oftalmologista patoense Wanderley Carvalho.

  

  

  

 

Leia mais...

 

COLUNA DE OSVALDO MEDEIROS

Moisés         

Comemorou nova idade segunda (17) o advogado e professor da Faculdade Potiguar Moisés de Souza Coelho Neto. A data festejou com familiares e amigos em um restaurante da capital. Na foto com sua mãe, a médica Luiza Betanea.

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia mais...

 

Coluna Osvaldo Medeiros

Vergonha

            Quem chama o velho prédio do presídio feminino de Patos de presídio, na verdade não sabe o verdadeiro significado da palavra pocilga. É bom deixar bem claro que nem toda pocilga é tão mal cuidada como a  tal velha cadeia da década de 50 e depois de tantos anos  a batizaram de presídio. Pelo o que se tem notícias atualmente, na mesma em pé no mesmo só tem as paredes porque o resto faz vergonha. As celas estão imundas, as partes hidráulicas e elétricas estão funcionando com aquele jeitinho de gambiarra e enfim quem ali cumpre pena, não terá mais sentença para o inferno porque nele já vivem em vida. É como todos chamam o prédio da vergonha.

Leia mais...

 

OAB em Patos vai investigar advogado acusado de golpe

A Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de Patos, vai investigar a denúncia feita por uma emissora de rádio local em que detentas do Presídio Feminino de Patos acusaram um advogado que atua na cidade, cujo nome não foi revelado, que teria recebido a quantia de R$ 6,6 mil para ingressar com ações na justiça, o que não teria ocorrido e desde então não houve mais contato do defensor com as clientes.

Leia mais...

 
Mais Artigos...